segunda-feira, 27 de março de 2017

Tratamento com células-tronco reverte casos de impotência sexual


Segundo um estudo realizado no hospital Universitário de Odense (Dinamarca), os homens que não tinham ereções após retirar a próstata conseguiram manter relações sexuais recorrendo a um tratamento com células-tronco. Em oito de 21 homens tratados foi possível reparar a disfunção erétil, apontam resultados preliminares “promissores” da investigação realizada pela equipe de Martha Haahr.

Os investigadores utilizaram células-tronco retiradas de gordura abdominal dos pacientes por lipoaspiração para injetar no pênis, e seis meses após o procedimento 8 dos 21 pacientes recuperaram função erétil suficiente para ter atividade sexual, o que foi mantido durante um ano de observação. Sendo que nenhum dos 21 pacientes relatou nenhum efeito colateral significativo durante o período do procedimento e no ano seguinte.

A equipe recebeu autorização das autoridades dinamarquesas para passar diretamente a testes de fase 3 e avaliar a eficácia do método em um maior número de pacientes operados de câncer de próstata. O teste autorizado envolve somente pacientes com continência urinária e será comparativo. A incontinência urinária é um dos riscos da retirada total da próstata.

sábado, 25 de março de 2017

Zagueiro do Málaga, Weligton faz tratamento com células-tronco no joelho

O brasileiro Weligton foi forçado a deixar a lista de inscritos do Málaga no Campeonato Espanhol devido à uma lesão no joelho direito. Para recuperar-se o zagueiro brasileiro vem realizando um tratamento regenerativo com células-tronco para tentar acelerar a recuperação.

Assessorado pelo departamento médico do Málaga, ele vem realizando um tratamento programado pelo traumatologista Vicente de la Varga, segundo informações divulgadas pelo clube. A estimulação com infiltrações de células-tronco tem o objetivo de regenerar a área lesionada do joelho, o que aumentaria as chances de o brasileiro retomar as atividades na próxima temporada.

Weligton, que já foi capitão do time, aguarda uma melhora no seu joelho para retornar na próxima temporada.

terça-feira, 14 de março de 2017

Bichectomia: nova oportunidade para guardar suas células-tronco mesenquimais do tecido adiposo!

Que é possível guardar suas células tronco mesenquimais da gordura todos já sabem. E a StemCorp é a pioneira no Brasil e a única empresa que tem a técnica para isolar e multiplicar as células tronco mesenquimais da gordura. Então vamos falar de mais uma fonte de gordura que é descartada e que pode servir para guardar células-tronco para uso futuro? A gordura retirada de bichectomia!



Mas o que é bichectomia?

A bichectomia é um tipo de cirurgia em que se realiza a retirada total, ou mesmo parcial, de duas bolsas de gordura presentes uma em cada lado da boca, entre o maxilar e a mandíbula, chamadas de "bolas de Bichat". Essas bolsas de gordura estão presentes no corpo, não importa se a pessoa está ou não acima do peso. A técnica auxilia na melhora da autoestima do paciente, pois é indicada para quem tem assimetria facial ou para quem possui um rosto mais arredondado.
E está super na moda agora, foi adotada por famosas como Angelina Jolie e Kim Kardashian. A cirurgia, que pode ser realizada por cirurgiões plásticos ou dentistas, é basicamente de redução da bochecha. O corte é realizado por dentro da boca e tem o comprimento de um a dois centímetros, geralmente. As mucosas bucais têm uma melhor cicatrização, além de não deixarem marcas aparentes. A bichectomia pode ser realizada com anestesia local ou geral. Os pontos de suturas, por serem fios absorvíveis, não precisam ser removidos.Para o procedimento, não é necessário a internação do paciente. A recuperação costuma ser semelhante ao que ocorre com a retirada de dentes (siso principalmente) e o inchaço começa a diminuir após 48 horas, ou seja, o paciente pode retornar a suas atividades em um curto espaço de tempo.

Células-tronco mesenquimais da gordura

O que mais queremos é nos livrar daquela gordurinha indesejada, seja ela da bochecha ou não! Queremos mais é jogar ela no lixo! Não, o lixo não! Uma vez na vida você vai poder ser feliz com a sua gordura, visto que ela é uma das fontes mais ricas em células-tronco mesenquimais. A gordura tem 500 vezes mais células-tronco por mililitro que a medula óssea. Estas células podem virar osso, músculo, cartilagem e mais gordura! “E para que alguém vai querer mais gordura?” Você deve estar se perguntando... Você sabia que o grande problema de uma lipoescultura é a reabsorção do tecido transplantado? Entretanto, se colocarmos mais células-tronco na gordura a ser transplantada a reabsorção é menor! As células-tronco mantém a gordura transplantada sem ser reabsorvida e se diferenciam em novas células de gordura. E mais, existem diversas pesquisas clínicas utilizando células-tronco de tecido adiposo para diferentes fins. Por exemplo, para aliviar marcas de expressão do rosto e até para substituir o silicone em implantes de mama (veja aqui). Mas não são somente estéticas as aplicações, estas células tem potencial de serem aplicadas em Doença de Crohn, já falamos deste assunto aqui antes, queimaduras, diabetes, fraturas ósseas, e muitas outras doenças.

Quanto antes guardar, melhor!!!

A grande duvida da maioria das pessoas é: “porque eu preciso guardar minha gordura agora se posso retirar qualquer hora quando precisar?” A resposta é simples, quanto mais jovem sua célula-tronco é, melhor ela será. Todas as células do seu corpo sofrem ação do ambiente e da idade. Acumulam erros no DNA que podem comprometer seu potencial. Por isso, quanto antes você guardar suas células, melhor! E no caso de uma complicação grave, como um problema cardíaco, nenhum médico irá liberar um procedimento para retirada de gordura a fim de realizar o isolamento de células-tronco. Mas se suas células-tronco já estiverem guardadas, poderão ajudar. Por fim, quem já fez uma cirurgia sabe que a recuperação não é nada agradável, e fazer de novo para retirar células-tronco não parece uma boa ideia.

Uma das melhores formas de obter células-tronco mesenquimais de gordura é a lipoaspiração ou bichectomia, porque é possível obter uma grande quantidade de tecido adiposo e assim guardar mais células-tronco. Mas se você não tem uma programada, não tem problema! A equipe StemCorp foi a primeira a realizar estudos científicos com células-tronco do tecido adiposo no Brasil e possui toda expertise para obter estas células até de quantidades mínimas de gordura, que pode até ser retirada via punch (biópsia) pelo seu dermatologista e cirurgião plástico ou mesmo durante qualquer procedimento cirúrgicocomo o parto cesárea, por exemplo.

A StemCorp hoje é a única empresa que oferece o armazenamento das células-tronco da mãe e do bebê na ocasião do parto! Se você tem uma cirurgia agendada, converse sobre esta possibilidade com a equipe de especialistas e com seu médico ou dentista. E lembre-se, se você estiver interessado em guardar suas células-tronco de gordura é melhor que o faça o quanto antes para guardar células mais jovens e de melhor qualidade. 


www.stemcorp.com.br

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Células-tronco coletadas da gordura podem ser eficazes no tratamento antienvelhecimento

De acordo com pesquisadores da Universidade de Medicina da Pensilvânia, as células-tronco mesenquimais retiradas da gordura têm maior potencial para tratamentos antienvelhecimento. Eles fizeram a descoberta depois de desenvolver um novo modelo para estudar o envelhecimento cronológico dessas células. Eles publicaram suas descobertas este mês na revista internacional StemCells.

Eles compararam as células-tronco de gordura com outros tipos de células do organismo adulto. Mostraram que as células-tronco de gordura estão em maior quantidade e são capazes de se dividir e se multiplicar com mais eficiência.


Estas células-tronco, mesmo após se multiplicarem muito mantinham suas características originais, diferentemente de outras fontes. Um achado que foi replicado em células coletadas de pacientes de todas as idades.

As células tronco são atualmente utilizadas numa variedade de tratamentos antienvelhecimento e são normalmente coletadas a partir de uma variedade de tecidos. Esta descoberta,que as células-tronco de tecido adiposo tem capacidade maior de se multiplicar que outras fontes do corpo pode abrir a porta para novas terapias na prevenção e tratamento de doenças relacionadas com o envelhecimento.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Cientistas tratam a calvície com células-tronco mesenquimais e plasma rico em plaqueta

Os americanos gastam entre um e quatro bilhões de dólares por ano em tratamento para a perda de cabelos. Para resolver esse problema, quatro cirurgiões nos Estados Unidos estão testando um tratamento com células-tronco em um procedimento não-cirúrgico.~

Kenneth Williams, D.O., da Orange County Hair Restoration em Los Angeles, Califórnia (EUA), pode ter uma nova esperança para milhões de pessoas. Ele está executando um ensaio clínico que usa células-tronco e plasma rico em plaquetas, ou PRP, para tratar a calvície.

"O estudo usa células-tronco e estas ajudam a regenerar ou estimular folículos pilosos inativos ou latentes. Essa é a teoria por trás do procedimento", afirmou.

O cientista está utilizando a gordura do abdômen, separa as células-tronco mesenquimais e as mistura com o próprio plasma do paciente. Em seguida, com 300 tiros, injeta a mistura no couro cabeludo, duas vezes ao longo de um período de três meses.

"Esses pacientes estão vendo algumas diferenças na densidade do cabelo. Estamos esperando os resultados finais, que levam nove a 12 meses após a administração”.

O procedimento é apoiado pelo NIH, o que mostra a qualidade cientifica.Mas o tratamento é financiado pelo paciente, o que significa que eles vão pagar um custo reduzido do procedimento.

Os pacientes que tiverem sua gordura guardada podem fazer injeções continuadas o que aumenta ainda mais a eficiência do tratamento. Por isso é importante guardar a gordura. 

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Pacientes com AVC voltam a andar após o uso de células-tronco!!!

As pessoas sofreram com um AVC tiveram uma notável melhoria na fala, força e na sua mobilidade após transplante de célula sem seus cérebros. Sendo que alguns pacientes até mesmo recuperaram sua capacidade de locomoção.

Ainda é muito cedo para falar em uma terapia comercial, mas o sucesso deste ensaio sugere seriamente na capacidade do cérebro de se curar. Sendo possível recuperar a funcionalidade perdida.

"Uma mulher de 71 anos só conseguia mover o polegar esquerdo no início do tratamento.Ela agora pode caminhar e levantar o braço acima da cabeça”, disse o neurocirurgião e pesquisador principal, Gary Steinberg, da Universidade de Stanford (EUA).

Este é o segundo estudo que analisou como injeções de células-tronco no cérebro do paciente podem melhorar a recuperação do AVC. O primeiro realizado no Reino Unido, no ano passado, também mostrou resultados promissores em pacientes após um ano de tratamento.

Como funciona o processo?
A técnica consiste na injeção de células-tronco através de um furo no crânio em regiões do cérebro que são conhecidas por controlar os movimentos motores e que foram danificadas por acidente vascular cerebral.

A equipe ainda não sabe exatamente como isso ajuda na mobilidade, mas com as células-tronco parece que o cérebro tem a chave para se tornar "jovem" novamente. As células-tronco injetadas são as chamadas células mesenquimais. Neste processo foram doadas por dois voluntários saudáveis ​​e geneticamente modificadas para expressar um gene chamado Notch1 - conhecido por desencadear o desenvolvimento cerebral em bebês. Cada paciente recebeu cerca de dois, cinco ou 10 milhões dessas células.

Por mais promissor que pareça promissor, ainda há muito a ser feito antes que isso se torne um tratamento viável. Mas há razão para ficarmos animados. Os resultados mostram que o tratamento é seguro e pode ser capaz de restaurar movimentos anteriormente perdidos após AVC. O estudo ainda sugere que o tratamento com células-tronco pode promover a recuperação de pacientes um tempo depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Lutador do UFC, Rockhold realiza tratamento com células-tronco para curar seu joelho


Ex-campeão peso-médio (84 kg) do UFC, o americano Luke Rockhold segue afastado e sem previsão de volta ao octógono. Ainda se recuperando da lesão no joelho que o impediu de enfrentar Ronaldo ‘Jacaré’ em novembro do ano passado, ele foi submetido a um tratamento com células-tronco. 
No entanto, o procedimento contou um detalhe interessante revelado pelo ex-campeão. Afinal, ele precisou ganhar peso e ficar "gordo” para acumular tecido nas costas. De lá, os médicos retiram as células necessárias e injetaram em seu joelho. O resultado iremos observar nos seus próximos duelo pelo UFC (maior evento de MMA no mundo).  
Confira a seguir: